#Bastidores: pauta ‘Cartas para a amiga Julieta’

Muitas das minhas pautas encontro por meio de leitura. Brinco que sou o meu sonho de leitor: aquele que pega o jornal e olha até as propagandas! Vivo sempre com uma revista ou livro nas mãos, além de, claro, o celular. Certo dia me deparei com uma história na internet: um clube italiano formado por pessoas que se dedicam a responder cartas recebidas do mundo todo endereçadas a Julieta. Sim, a Julieta de “Romeu e Julieta”, de William Shakespeare!

Eu pensei: ok, alguém realmente escreve cartas para uma personagem, põe no correio, a carta chega ao túmulo de Julieta (pois é! A personagem tem um túmulo – simbólico ou não! – no convento de San Francisco al Corso), lá na Itália. Então, outro alguém pega essa mensagem, a lê, a responde e, no final, assina “Giulietta”.  Não é impressionante?

Eu sei, você está se perguntando: mas ela não assistiu ao filme “Cartas para Julieta”? Não, amigo leitor, eu não assisti! Ou melhor, eu sabia da existência do longa, mas nunca havia me interessado em vê-lo até então. Mas fato é que comecei a buscar mais informações e descobri que não só o clube é antigo, como havia uma brasileira envolvida no projeto. Pronto, vi ali que tinha uma pauta interessante.

Com o nome de Andreia nas mãos passei a procurá-la. Discretíssima – o clube guarda em sigilo dados de seus participantes, afinal, ela é Giulietta para o remetente! – , encontrei-a numa rede social. Na verdade, foi uma aposta: cheguei a uma moça dona de um ateliê de artesanato que leva o nome da personagem.

Chutei:

“Oi, Andreia, você é a brasileira…”

“Como sabe que sou eu se não publico nada sobre isso?”

E completou: “Agora não posso falar contigo, mas me adiciona no Whatsapp que eu te chamo assim que desocupar. Anote meu número (12)…”

“12?! Perai, de onde você é?!”

“Jacareí!”

WOW! Não só tinha uma pauta interessante em mãos, mas uma SUPER-POWER-EXTRA-PLUS (para não falar um palavrão!) reportagem!

Bom, o resto dessa história, se você ainda não sabe, eu vou deixar você ler aqui embaixo no link. É, alias, uma história, linda, mágica, de doação e amor. A reportagem foi capa do caderno Viver&, de 13 de junho de 2017. Aliás, uma bela capa com arte de Daniel Fernandes.

Boa leitura: http://www.ovale.com.br/_conteudo/2017/06/viver/8511-cartas-para-julieta.html

Uma ideia sobre “#Bastidores: pauta ‘Cartas para a amiga Julieta’

Deixe uma resposta para Sônia Gabriel Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *